terça-feira, janeiro 13, 2015

Pode ser cozido, mas à Portuguesa não é com certeza!


Este prato é servido no restaurante Tavares Rico, denominam-no "Cozido à Portuguesa". Pode ser cozido, mas não é à Portuguesa com certeza!!!! 
Dou algumas sugestões para o Tavares Rico renomear o dito prato:

Cozido à anoréctica
Caganitas Gourmet
Cozido com a mania que é bom
Cozido para enfiar na cova de um dente
Vamos gozar com a vossa cara, fingir que servimos um prato tradicional, e dar cabo da vossa carteira
Cozido à gente com a mania
Cozido à manienta
Cozido com dois pedaços de carne e umas ervinhas
Meia dúzia de feijões por 30 euros

Mas por favor retirem o nome "Portuguesa" daí! isto não é Português, isto não é a nossa cultura.

Português que se preze enfarda uma pratada com carne, orelhas e feijão por 6 euros já com o vinho e o café incluído! ora porra! agora esta ninharia?!? isso é para tudo menos para Portugueses!

Isto é um prato de cozido à Portuguesa!



12 comentários:

Tu é Ignorante! disse...

Meus deus! Que santa ignorância, quando não se sabe do que se fala o melhor e ficar caladinho. Comida portuguesa pode muito bem ser servida com "estilo". Nem todos somos labregos com tu!

Ricardo Dá Mesquita disse...

Boa noite, sou um dos cozinheiros do restaurante que menciona nesta publicação, o Tavares Rico.Faz me espécie como a sociedade continua a permitir que pessoas como a sra publiquem artigos ou direi pseudo dissertações sobre assuntos ou matérias, das quais não têm nenhum conhecimento, ou sequer fundamento para o chorrilho de disparates que deitam cá para fora. Passo a explicar.O prato do qual colocou a fotografia, realmente é uma interpretação moderna e estilizada do tradicional cozido á portuguesa, mas a sra, não diz uma de várias coisas, como este prato pertencer a um menú de DEGUSTAÇÃO de 5 pratos, posto isto, a piada de comida para anoréticos, ou prato para se sentir fome depois e etc, cai por terra...Mais a Sra faz menção a um preço de 30 euros por meia dúzia de feijões, posso assegurar-lhe que o menú custa bem mais do que isso,além de que este menú não consta nos expositores externos e só são sugeridos a quem pergunta por menús. O restaurante Tavares Rico não é sem dúvida, para todas as carteiras, no entanto ninguém é obrigado a cá vir...Comida manienta e com manias de ser bom?! Nem as crianças têm um discurso tão fraco...Duas peças de carne e umas ervinhas?!Ao menos deu-se ao trabalho de observar a foto que retirou do facebook do Tavares?As ervinhas como tão jocosamente refere, são legumes, mas acho que não reparou nisso, não foi!Agora aquilo que mais me deixou em choque, não pela frase em si, mas pela confiança com que diz o maior disparate de todos, "aquilo de cozido á portuguesa não tem nada"...e por favor não chamem áquilo de portuguesa...Já que de crítica gastronómica não me parece ter absolutamente nada, deixe me contar-lhe um pequeno segredo...AQUELE PRATO TEM OS MESMOS INGREDIENTES QUE OS DE UM COZIDO TRADICIONAL! A diferença está no corte e apresentação do prato, o que me sugere que a senhora nem sequer um cozido á portuguesa deve ter comido na vida para dizer tamanho disparate!Sugiro lhe que faça um pouco de pesquisa, antes de tentar escrever o que quer que seja, e se o facto de ser tradicional e português é realmente importante para si, orgulhe se de no seu país o restaurante mais antigo da península ibérica ainda se encontrar em funcionamento, esse mesmo restaurante onde marcos de suma importância na história do nosso país estiveram a almoçar e jantar.Não escreva disparates sem conhecimento de causa, ou sem factos reais que possam sustentar os seus argumentos, lembre se ainda que a estupidez e ignorância, são direitos, não deveres.

Unknown disse...

De registar a resposta mal educada do " cozinheiro ".
E ao contrário do que ele afirma este prato nao tem os mesmos ingredientes de um cozido á portuguesa.
Só revela a sua ignorância em relação á cozinha portuguesa.
Fui em tempos cliente do Tavares . Agora nem de graça

Ricardo Dá Mesquita disse...

Quem diz aquilo que não deve, ouve aquilo que não quer... má educação é tentar dissertar sobre algo que não possui fundamento nem uma sustentabilidade plausível, má educação é demonstrar esta falta de respeito para com os cozinheiros e para com a cozinha que neste momento se faz nos restaurantes portugueses... e para que se saiba o prato tem os ingredientes de um cozido á portuguesa tradicional, como referi acima, trata se de uma inrtepretação moderna e estilizada do mesmo, quero eu dizer com isto que por não se reconhecer os ingredientes na sua forma natural, não significa que não estejam lá, mas acho que deve se ter esquecido desse promenor quando me chamou de ignorante... de toda e qualquer forma, não comento mais nada, não chegarei ao ponto dos que respondem a primeira idiotice que lhes aflora á mente, só porque sim, ou somente porque dispôem de demasiado tempo livre e nada de inteligente ou útil para acrescentar á sua própria cultura.

Unknown disse...

Enviaram me hoje, este texto sobre o cozido á portuguesa no restaurante Tavares.
Depois de ler a resposta ,deste suposto cozinheiro, fiquei sem palavras.
Aquilo que vem na foto, pode ser tudo, menos um cozido á portuguesa.
Dizer que os ingredientes estão lá, mas não se vêem ,é de rir.
Ainda fico mais espantado com a resposta .Além da FALTA DE EDUCAÇÃO ,DESTE SUPOSTO COZINHEIRO, ELE AINDA SE GABA,NA SUA PÁGINA DO FACEBOOK, AO CHAMAR IGNORANTES,ÁS PESSOAS /CLIENTES QUE COMENTARAM .
Aconselho o cozinheiro a ler a entrevista do José Quitério esta semana ao Expresso.

Unknown disse...

Li o texto e vi esta foto e não acreditei..
Este artista ( cozinheiro não é ) afirma que " por não se reconhecer os ingredientes eles não estejam lá "
Gostaria que este artista me dissesse onde se encontram :
O chouriço de sangue
A farinheira
A orelha de porco
A morcela
O toucinho
A batata
O nabo
A carne de vaca da aba grossa
O chispe
A cenoura
A couve portuguesa
O repolho
E já agora, se não tem vergonha de atacar e chamar nomes ás pessoas que tem opiniões .

Andreia&Telmo disse...

O Cozido a Portuguesa, ao contrário do que muitos pensam, não é igual em todo o país. Esta é apenas mais uma das muitas versões.

O chouriço de sangue - tem 3 apontamentos de puré de murcela de sangue
A farinheira - crocante da mesma em cima da barriga de porco
A orelha de porco - tem barriga de porco
A morcela - ver ponto 1
O toucinho - na barriga de porco
A batata - os "cilindros" amarelos
O nabo - junto à batata e à carne de vaca
A carne de vaca da aba grossa - Chambão
O chispe - Dois triângulos de terrina do mesmo
A cenoura - bem à vista de todos
A couve portuguesa - aroma da mesma no caldo
O repolho - optou-se por couve bruxelas

Agora só vos falta ver "quem é quem", mas com estas pistas todas qualquer um consegue. Em caso de duvida passem por lá para jantar que o empregado irá explicar todos os pratos ao pormenor. E não, não sou o cozinheiro!

A TRADIÇÃO JÁ NÃO É O QUE ERA disse...

O prato é agradável à vista(os olhos também comem) e acredito que seja bom de paladar. Mas por favor NÃO LHE CHAMEM COZIDO À PORTUGUESA!

José M Cruz disse...

O Cozido à Portuguesa é mais uma das belas ficções nacionais. Nâo existe!
A acrescentar aos ingredientes referidos pelo Sr. Desconhecido (que chama mal educado ao cozinheiro
- sem aspas- mas o qual dá a cara e o nome ao invés do sr. Unknown), temos pois:
Grão (no Alentejo)
Morcela de arroz (em Leiria)
Peras (na serra algarvia)
Batata doce (na Madeira)
Galinha (no Minho)
Carneiro (em zonas ao sul do Tejo)
Cheróvia (Castelo Branco)
Corações de Alcachofra em minha casa porque todos gostamos muito.
- e mais tantas outras variantes quantas as diversificadas regiões do país.
Todos temos a nossa familiar ou regional interpretação do cozido,
que não tem de ser, necessáriamente, a bomba das 1.200 kilocarias do costume.
Fiquemos pois cada um com os nossos costumes
e apetites e quem não gosta não estraga.
Para fundamentalistas já bastam aqueles criminosos
que todos conhecemos. Comer é Conviver!
José M Cruz

Mané disse...

Cozido à portuguesa???? A diferença está no corte????realmente é verdade, cortaram todos os ingredientes, não estão lá.... Ora faça me o favor. Está muito bonito, mas cozido à portuguesa não é de certeza....faça-me o favor....

Unknown disse...

Haviam de experimentar o cozido à portuguesa da dona Suzete no restaurante a garagem no zambujeiro santo Antao do tojal

taddeo disse...

A tal globalização criou palhaços sem personalidade do tipo desse cozinheiro miserável, macaco, mal criado.
Os cretinos que contribuem com a existência desse e de outros malandros deve sair do restaurante dele e irem comer uns macdonald