quinta-feira, março 28, 2019

Uma linha unissexo chamada "sem género" não tem nada de inocente

A Zippy lançou uma linha para meninos e para meninas. Uma linha de roupa unissexo... esperem. não é unissexo, que isso existe há décadas e é inocente, é "sem género".
E porquê "sem género"? para promoção de uma ideologia com a qual nem todos concordam (como, aliás, deve ser - as ideologias nunca são aceites por 100% das pessoas e só somos um mundo melhor se soubermos aceitar isso - coisa que actualmente está a ser impossível com tantos bullies das ideias). Se uma grande quantidade de pais não concordarem com a promoção de uma ideologia e não quiser ver os seus filhos expostos a tal, a decisão da Zippy é um tiro no pé. Se, pelo contrário, muitos pais defenderem a ideologia em questão, a zippy ganha clientela. É só disso que se trata, nada mais. Os preconceitos não estão em quem não concorda com determinada ideologia, estão em quem não permite que alguém não concorde chamando-lhe preconceituoso. 

A ideologia de género não é científica, não é uma verdade, é uma opinião. E nenhum pai deve ser obrigado a ter o seu filho exposto, em tenra idade, a ideologias com as quais não concorda. Preconceituosos? Não. Humanos, com direito à liberdade de expressão e de opinião. Negar opiniões alheias é que é preconceito e opressão.


Sem comentários: