quarta-feira, setembro 20, 2006

É o fim do mundo, como o conhecemos!

...e tal e coisoJá tínhamos avisado, e hoje confirma-se. Este blogue encontra-se hoje a ser vítima de uma vil campanha de descrédito, como nunca ocorreu neste país, pelo menos desde os tempos da célebre cassete de vídeo do arquitecto Tomás Taveira.

Um blogue que sempre primou pelo partidarismo, pela chalaça fácil e sem interesse, pelo disparate ao sabor da pena (gira esta frase, não é?) e acima de tudo pelo obscurantismo e pela astrologia, está a ser vítima, daquilo a que nos atrevemos a considerar uma cabala, palavra essa tão na moda no nosso país.

Sem aviso prévio, a última edição (literalmente) da revista FOCUS, esse pasquim informativo, decidiu colocar-nos nas suas páginas e pasmem-se, catalogar-nos como um blogue ... (aqui pedimos-lhes que inspirem bem fundo e se concentrem, porque a palavra que vem a seguir poderá provocar ataques de riso que podem ser mortíferos) ... (mais um espaço para respirarem fundo de novo) ... político.

Isso mesmo meus amigos! Um blogue político. Só o facto de ter sido publicada uma foto de parte dos "redactores" aqui da tasca, na mesma página que um tal de José Pacheco Pereira, já seria prova mais que evidente da cabala que está montada. A conotação de blogue político parece-nos razão mais que suficiente para classificar este artigo rasteiro e deplorável, como mais uma tentativa de nos transformarem em pinguins e nos enviarem para a Antárctida. Mas avisamos desde já que nos encontramos todos com os nossos chapéus de Pauliteiro de Miranda enfiados na cabeça e portanto imunes à emissão dos vossos raios Ultra-DFXW.

Assim sendo, não comprem a FOCUS, porque aquilo está cheio de malta que consome demasiada droga e vinho. Corre mesmo o rumor de que o edifício da Impala, em Ranholas (para saberem onde protestar) teve na sua construção as fundações enchidas com toneladas e toneladas de um produto branco que dizem ser amianto...está bem, está!

Sigam o nosso conselho e comprem coisas decentes como o "24 horas" ou leiam "a Dica da Semana". Que aí duvido que se desça tão baixo!

PS: Como para meio entendedor, meia palavra basta, a redacção do desBlogueador irá até ao fim nesta luta contra os parolos do país, "doia" a quem doer.

Sem comentários: