quarta-feira, maio 31, 2006

Portugal, esse enorme Cabaret da Coxa

No Público (link não disponível) leio que foi hoje lançado um livro do bruxo de Fafe, com prefácio de José Maria Martins. E sim, também acho que este post não precisa de punch line.

terça-feira, maio 30, 2006

O Bloco de Esquerda, um partido das causas fracturantes? Bah...amadores!

Filhos de uma real...vão fumar haxe para a p*** que os pariu...Quando comparado com o novo partido holandês, o NVD (Amor ao próximo, Liberdade e Diversidade) que defende, por exemplo:

- as relações sexuais entre adultos e criança;
- a pornografia infantil;
- a extinção do Senado e das funções do primeiro-ministro;
- a legalização de todas as drogas, leves e pesadas;
- a prisão perpétua para assassinos reincidentes.

Sem fazer juízos de valores, e dado que concordo com uma das medidas (presumo que esteja ali só por engano) posso apenas dedicar-me ao forte desejo de que todos os membros e apoiantes do NVD sejam presenteados, todas as noites, com um pepino de generosas dimensões pelo seu rabo acima, ao mesmo tempo que são obrigados a ver vídeos de José Castelo Branco nos mais diversos reality shows da TVI.
"Isso do massacrar...não foi massacrar, massacrar...

...foi mais um sustozinho, 'tão a ver? Uma brincadeira...uma partida de Carnaval, vá!"
Olha...tá giro

Eu, por acaso, até tenho um exame nesse dia, provavelmente a essa hora. Será que também o posso adiar?!
Pobre Angola, depois da guerra...Gabi?

Ai vai...Lebo Lebo, ohhhh, sim, muito bem, para Jamba, mete em Mantorras e óóóó...é golooooooooooooooooooo ao lado...Com a transmissão do Mundial de Futebol deste ano pela SIC, uma das grandes tradições desta competição corria o risco de se perder. Sim, falo-vos dos míticos relatos do grande Gabriel Alves, principalmente quando estes envolvem equipas menos cotadas. Quem não guarda com carinho na memória jogos como os quartos de final do Mundial de 1994 entre a Roménia de Hagi, Raducioiu e Belodedici e a Suécia de Larsson, Brolin e Björklund, ou mesmo um jogo da primeira fase entre a Croácia de Pletikosa, Vlaovic e Prosinecki e o Equador de Kaviedes e dos irmãos Ayovi, no Coreia-Japão de 2002?

Pronto, talvez a maior parte das pessoas nem se lembre deles, mas para mim, um Mundial de Futebol sem a presença de Gabriel Alves não será nunca a mesma coisa.

Felizmente foi lançada uma verdadeira lança em África, dado que a Televisão Pública de Angola decidiu contratar Gabi para relatar todos os jogos dos Palancas Negras durante o Mundial da Alemanha. Assim, durante o próximo mês, os angolanos vão poder vibrar com os relatos sobre a eficácia do posicionamento técnico-táctico de Jamba, com o perfume africano do futebol de Zé Kalanga, jogador com um tempo de salto de 68 centímetros, com as consequências da lesão do lateral Yamba Asha ou com o poderio do 1,87m de altura de Lebo-Lebo, jogador polivalente na defesa, que tanto joga a central como a central de marcação. Toda a Angola, vai poder vibrar com os gemidos de prazer de Gabriel Alves durante as triangulações entre Titi Buengo, Akwá e Miloy, os delírios com os remates de Mantorras com o pé que tinha mais à mão (provavelmente num remate de cabeça) e com as considerações tácticas sobre o 3x4x3x3 apresentado pelo treinador angolano.

Convenhamos, Mundial de Futebol sem Gabriel Alves não é Mundial não é coisa nenhuma.
Morangos com Vinagre?

Na minha opinião é uma pena que Manuela Moura Guedes tenha rejeitado o convite para participar nos Morangos com Açúcar de Verão.
Primeiro porque gostava de a ver no papel de inspectora da Polícia Judiciária...afinal, e olhando para a maneira como se comportava em estúdio, não penso que fosse assim tão difícil imaginá-la no papel de "polícia mau".

Mas, mas do que isso, assumo que gostava de ver a série ser apresentada com um estridente:

"Boa Tarde...estes são os Morangos com Açúcar!"

segunda-feira, maio 29, 2006

Those were the days...

Esses esquerdista frouxos que se cuidem...

"O MRPP não ataca a esquerda pela simples razão que, na verdade, na cena política nacional, a esquerda somos nós. O nosso Movimento ataca sim aqueles, que sob uma capa de esquerda, se entregam objectivamente à tarefa de procurar desviar a classe operária do caminho da revolução."

José Luis Saldanha Sanches ao JN, Março de 1975 in "Os dias loucos do PREC"
Ó diacho...

Depois disto, isto?!
Extremamente positivo!

Este senhor voltou às manhã da rádio, mais de 3 anos depois.

Não percebes nada de desporto? Para ti um fora-de-jogo é quando a bola sai para trás da baliza ou quando um jogador é substituído? Não faz mal! Aparentemente, a partir de hoje, às 9:15, em directo na Ant3na, vais continuar a não perceber grande coisa, mas sempre ficas com mais umas luzes.
Fraquito...

Ah e tal, coiso...

sexta-feira, maio 26, 2006

Elementar, meu caro Watson...

Três malas...mmmm, isto deve esta quase assinado!Como já se sabe, a época do defeso futebolístico dá origem a uma série de notícias, normalmente referentes às hipotéticas contratações de jogadores, pelos chamados grandes do nosso futebol.
Embora este ano, devido ao Mundial de Futebol e ao Europeu de sub-21, não haja tanta necessidade de atirar com nomes de contratações para as capas, ainda assim, há que manter o hábito, porque o Mundial acaba no início de Julho e a SuperLiga só tem início no fim de Agosto e é preciso publicar alguma coisa nesse período.
Numa dessas notícias, e através de uma excelente dedução, só ao nível de um Sherlock Holmes ou Hercule Poirot, um dos nossos jornais desportivos conseguiu adivinhar a contratação de Rui Costa pelo SLB, antes ainda de qualquer confirmação oficial:

"...Rui Costa chegou anteontem a Lisboa e rapidamente definiu o futuro, como ele próprio previa. As três malas enormes que empurrou através do portão de chegadas, no aeroporto da Portela, davam a entender que vinha para ficar...".

Por esta ordem de ideias, a minha mulher, de cada vez que vai de férias de Natal a Lisboa, é para assinar contrato com o SLB e não para estar com a família. Aliás, pensando bem, algumas das vezes ela até deve assinar pelo SLB e pelo SCP ao mesmo tempo, tal a quantidade de malas que leva.

As coisas que estes jornalistas descobrem...
Correcção: parece que o mundo (afinal) ainda pode acabar

Informa-nos o visionário Eric que nas próximas 24 horas o tal meteorito irá embater ao largo dos Açores. Ficaremos atentos e traremos a qualquer momento a notícia dessa calamidade, com o rigor informativo a que vos habituámos.

quinta-feira, maio 25, 2006

E no dia em que o mundo (afinal) não acabou

É bom que Scolari esteja a ver os sub-21 com atenção. Para que o mundial germânico não faça lembrar o asiático...
Até o PCTP-MRPP, pá?

Também vocês, camaradas?
Então, é mais ou menos desta maneira...

Com quem, com quem?Ultimamente, boa parte dos tipos que vem aqui ao engano através dos mais diversos motores de busca, procura pelo download e pela letra do grande hit musical deste ano, que ainda toca ali do lado direito da página. Ora, como não gostamos que ninguém saia daqui frustado (para isso já bastam os textos), e como os responsáveis pela música afirmam não pretender fazer fortuna no ramo discográfico, deixo-vos aqui o que procuram, com a devida vénia aos enormes Gato Fedorento.

Rap dos matarruanos (letra)

Olá!
Mas qué isto?
Vai Gervásio, Vai Gervásio.

Vai Gervásio, Vai Gervásio, vai.
Tu vais assim. Ouve bem que eu vou dizer-te como é que é.
É mais ou menos desta maneira

Vai Gervásio, são os teus anos,
vai-se cantar o rap dos matarruanos.

(Ai sim?)
(Mostra aos meninos da cidade como é que isto se faz)

Vou buscar a minha dama,
na minha viatura.
A vida não pode ser só
AGRICULTURA!

Também tenho direito,
ao meu divertimento.
Eu não sou um jumento
DE CARGA!

Deslarga a minha dama,
se não queres levar com a sachola
NA TOLA!

Quando chego a casa dela,
já estou cheio de fé.
E ela sai para fora e diz-me assim
Mé mééééé!

Eu nasci numa aldeia,
não foi na cidade.
Aqui há muita
con... SANGUINIDADE!

Eu sei que a minha tia,
é também é minha irmã.
Mas não é por isso
que eu sou maluco, HÃ?

Eu tenho uma ovelha,
e ela não me foge.
Aliás, foi assim que eu lhe peguei a BRUCELOSE.

(Foi lá no curral)
(Tal e qual)

Gado bovino, TUDO BEM!
Gado caprino, NADA CONTRA!
Gado suíno, SIM SENHOR!
Mas... é com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!

(Pudera)
(Tão gostosa)

Namoro com uma ovelha,
que a todos faz inveja
Esta que aqui vedes foi miss OVIBEJA!

Ela é a minha ovelha
e eu sou o seu carneiro.
Mandei-a pra Lisboa
tirar a lã por dinheiro.

(Espertalhão)
(Quem, esta menina?)
(Que é que ela faz? Diz lá!)

Chega a fazer tosquia,
quatro vezes ao dia,
em troca de uma boa MAQUIA.
E de uma mancheia de feno,
ela é o meu veneno.

(Ui)

Por isso não faças pouco
de quem é louco DE AMOR.
Por um mamífero ruminante,
que me dá beijos, e ainda QUEIJOS!

Se eu a ordenhar como deve ser.
(nas tetinhas)

Por isso cuidado
com o que vais dizer,
que eu não gosto dos teus chistes,
OUVISTES?!

(Vai para casa vai!)
(Tás a ouvir?)

Gado bovino, TUDO BEM!
Gado caprino, NADA CONTRA!
Gado suíno, SIM SENHOR!
Mas... é com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!

(Eu também quero estar com a tua ovelha, pode ser?)
(Qué isso?)
(Logo à noite?)

Gado bovino, TUDO BEM!
Gado caprino, NADA CONTRA!
Gado suíno, SIM SENHOR!
Mas... é com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!

(Pumba)
Fachabor
(Arrebenta)
Fachabor, fachabor fachabor

Gado bovino (tudo bem)
Gado caprino (nada contra)
Gado suíno (sim senhor)
Mas... é com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
(com quem?)
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
(com quem, com quem?)
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
(com quem?)
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
(com quem?)
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
(com quem, com quem?)
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
(não ouvi, com quem?)
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!
(desculpa?)
É com a minha ovelha que eu quero estar fachabor!

Lopes da Silva Records 2006 ©

Fazer o download aqui (clique com o botão direito do rato e "save target as").

PS: Numa nota mais pessoal, há três dias que a minha filhota almoça e janta a ouvir esta música. Nem Noddy, nem Doremi, nem Marretas...Rap dos Matarruanos. Que belos pais que nós somos.
House rocks

Caramba, que final para a 2ª época de Dr. House (isto na realidade americana, está claro...sim, é porque eu tenho satélite e apanho a FOX americana...ou então não). Mais uma vez se prova que esta série é a melhor invenção desde a roda. Comprem o DVD, vejam na TVI, ou utilizem os meios "mais ou menos" legais para verem mais cedo (tipo...um ano e meio) este episódio chamado "No reason". É absolutamente brilhante, acabei de o ver há coisa de cinco/dez minutos e ainda tenho a mente às voltas com aquele final...brutal! Que belíssima maneira de passar a última manhã neste planeta...

quarta-feira, maio 24, 2006

Foi um prazer

Parece que o mundo acaba amanhã.
Plagiado ou plagiador?

Ora deixa cá mudar a data disto para, digamos...mmmm, 2004!Sem me querer alongar muito sobre o caso, mas porque os últimos acontecimentos (ver aqui e aqui) me fizeram debater com algumas pessoas sobre a propriedade intelectual (e jurídica) dos textos publicados na Internet e na blogosfera, peço-lhes que tentem imaginar esta situação:

C. é uma jovem de 26 anos, licenciada em Literatura Portuguesa Contemporânea que, por falta de emprego, trabalha na caixa de um hipermercado. À noite, C. mantém uma página pessoal onde costuma escrever os seus pensamentos e poemas. Por vergonha, C. nunca contou da existência desse blog à sua família, amigos ou mesmo ao seu namorado.
M. é uma escritora famosa, de 43 anos, e com diversos trabalhos publicados. M. mantém igualmente um blog, que é um dos mais visitados do país devido à sua popularidade.
M. vive actualmente uma crise criativa, não encontrando ideias para um novo livro de poesia.
Pesquisando na Internet, M. descobre por acaso o blog de C., e de imediato chega à conclusão que os poemas de C. têm muita qualidade.
M. copia os melhores poemas do blog de C., e coloca-os no seu blog, alterando as datas dos posts para que estas sejam bem anteriores às dos posts originais de C.
A editora de M. pede-lhe que publique um conjunto dos seus poemas antigos, utilizando os textos que publicou no blog.
M. publica um livro intitulado "Poesia blogosférica - textos de M." que se torna um sucesso imediato de vendas.
O namorado de C. oferece-lhe uma cópia desse livro, no Natal, pois sabe que C. adora poesia.
Nessa noite, C. começa a ler o livro e descobre que todos os poemas que ali encontra são da sua autoria.
Indignada e procurando um conselho sobre o que fazer, C. imprime os textos do seu blog e leva-os ao seu advogado.
O advogado de C. faz uma pequena pesquisa ao blog de M. e constata que a data em que os poemas aparecem publicados é sempre anterior à dos papéis que C. lhe entregou.


Agora coloquem-se na posição do advogado, de um juiz ou da opinião pública. Com os dados conhecidos...afinal, quem plagiou quem?

terça-feira, maio 23, 2006

Paizinho?

Post, I am your father...Depois dos posts com vida própria, alerta-me agora a Sara para um post com paternidade trocada. O senhor Luís Viveiros, ainda para mais um repetente da coisa, atribui a origem deste texto, às 13:17 do passado dia 11 de Maio, ao excelente blog que é o Blasfémias (sem link, obviamente) quando este foi nascido e criado por este vosso amigo, a meias com o Joaquim Varela (via caixa do MSN), apenas umas horas antes, mais precisamente às 10:53 desse mesmo dia, sob o nome "Encontro de Gigantescos disparates". A única relação do texto com o Blasfémias deve-se ao conhecimento da tal palestra, que foi realmente descoberto no Maschamba, via Blasfémias. Mas tal parece ter passado despercebido ao senhor Viveiros.

Como é usual dizer-se, as atitudes ficam para quem as pratica, mas ou este senhor não é mais que um alter-ego da Clara Pinto Correia ou trata-se de alguém com uma tremenda falta de chá.

PS: E entretanto...
Gémeos separados à nascença

Carrilho - O Homem da Conspiração

segunda-feira, maio 22, 2006

Merda!

Agora, mesmo que não o quisessem, vão ter que o contratar...
Post(s) com vida própria

Espalham-se que nem surtos viraisO original; o aviso de um possível plágio; o post feito mail; o mail de origem não identificada; de novo aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui e agora aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui, nestes últimos casos sem sequer se identificar a origem do texto (e-mail, presumo). Aqui, num blog com o subtítulo "Um blog onde a imaginação não possui fronteiras!!!", até se usa a imagem que ilustra o post original. Curiosamente, e sem uma única explicação, o post foi apagado...

Sinceramente, em nenhum dos casos me sinto "plagiado", até porque sou da opinião que um texto escrito na net acaba por ser "do povo", desde que se mencione a sua origem, mesmo que seja para dizer, como muitas vezes é o caso, que se recebeu o dito por email.

Mais grave (e rasteiro) é este outro caso em que o Sr. Luís Viveiros copia este post, letra por letra, palavra por palavra, apresentando-o depois como seu. E isto, ironicamente, num blog que até apresenta como subtítulo as palavras "Um blog...meu...". A ver pelo exemplo, presumo que o blog seja dele, mas com palavras dos outros!

PS: Numa adenda a esta sequência de posts, entretanto o blog do Sr. Viveiros foi apagado. E aconselho-os a visitar esta caixa de comentários...e mais não digo!
Ai, Portugal, Portugal

Parece que a última deste singelo país vem de uns especialistas a defenderem um referendo nacional sobre a questão do nuclear. Já estou a imaginar as sondagens:

- "Manel da Tasca acha muito bem que venha para cá o nuclear porque lá fora é que é...coiso"
- "Judite da Frutaria acha mal porque ouviu um senhor na televisão dizer que não-sei-quê do urâmio era mau pá saúde da gente..."


Porquê? Porquê? Porquê insistir em sermos tão medíocres?

domingo, maio 21, 2006

Lordi

E eis senão quando o improvável acontece: os universos "Heavy Metal escandinavo" e "Eládio Clímaco" cruzaram-se. Fosse o Douglas Adams vivo, e saber-se-ia quem tinha escrito o guião deste Festival da Eurovisão...

PS: Alguém viu a reacção de Eládio Clímaco no final da música vencedora, por favor relate como foi...o que eu não dava para ter visto isso!

sábado, maio 20, 2006

Scolari, o Mundial de Futebol e o que eu espero do Alemanha 2006

E o Mundial que está aí à portaDesde que tomou conta do comando técnico da Selecção Nacional de Futebol, Luís Filipe Scolari, tem sido alvo de muita e muita conversa. De muita e muita discussão. De muita e muita polémica, que atingiu o seu expoente máximo na semana que agora terminou, chegando quase ao ponto de enjoar. A meu ver tudo isto tem dois epicentros, que desconheço de todo se estão coligados ou não, mas presumo que não.

Antes de explanar as minhas opiniões, gostaria de esclarecer duas coisas, como forma de evitar alguns (não todos) os ataques rasteiros e alguns mal-entendidos, mormente os relacionados com alguma clubite.

A primeira é a de que como espectador de Futebol, sofro verdadeiramente é com o meu clube e não com a Selecção Nacional. Não sei explicar isto muito bem, mas é uma realidade. Só para dar um exemplo, estou mais interessado neste momento em saber quem vai ser o nosso próximo treinador, do que em saber quem vai ser a equipa titular no jogo de estreia, frente a Angola. São os resultados do Benfica que verdadeiramente me interessam e me enfurecem (quando são caso disso) ou me enchem de alegria (quando são inesperados ou são fruto de um trabalho de fundo). A Selecção Nacional, é diferente. Não sei se tem algo a ver com aquilo que os especialistas chamam de "pertencer a um grupo" ou a uma "tribo". Acompanho, mas jamais me fez ter ataques de verdadeira fúria/azia/má disposição, nem de alegria extrema. Só como termo de comparação, na minha vida já devo ter assistido, ao vivo, a cerca de 300 jogos de Futebol e somente um deles envolveu a Selecção Nacional - jogo de boa memória, porque implicou o nosso apuramento para o Europeu de 1984, disputado em França, com uma vitória por 1-0 face à URSS no antigo Estádio da Luz.

Depois, e isto garanto a 100 %, uma vez que estejam seleccionados os jogadores, eu dispo a camisola do meu clube e visto a da Selecção. Tanto me faz que o Zé Maria Pincel, seja jogador do Benfica, do Sportem, do Vilanovense ou do Águias da Musgueira. Que ele seja a melhor opção (na óptica do seleccionador) para aquele lugar, para mim, é o que verdadeiramente me interessa.

Posto isto vamos ao sumo da coisa. Foram anunciados, na passada 2ª feira, os 23 jogadores que irão representar, pela 4ª vez, Portugal numa fase final dum Campeonato do Mundo de Futebol. Das 3 anteriores participações resultou:

-1966 - Brilhante 3º lugar. Em relação a este Mundial não me alongo muito porque nem era nascido aquando da sua realização;
-1986 - Apuramento miraculoso no último jogo (vitória por 1-0 na Alemanha, com São Poste a intervir 3 vezes e São Bento mais de 10, no célebre jogo do "deixem-me sonhar" do Torres). Participação na Fase Final vergonhosa, envolta no famoso "Caso Saltillo", cidade para onde fomos com mais de um mês de antecedência, dizia-se para adaptação à altitude, mas onde parece que deixámos muitas saudades, quer junto das profissionais do sexo, quer dos vendedores de bebidas alcoólicas, segundo dizem as más-línguas. Ganhámos o 1º jogo à Inglaterra e de seguida os jogadores entraram em greve, por reclamarem prémios de jogo, onde até as derrotas deveriam recompensadas monetariamente. Naturalmente seguiu-se o descalabro. Derrota frente à Polónia (1-0) e humilhação no jogo decisivo contra Marrocos (3-1), num tempo em que 4 dos 6 terceiros classificados dos grupos, eram apurados para os 1/16 avos de final;
-2002 - Desta vez e pela 1ª vez na nossa história apurámo-nos para um Mundial de uma forma "limpinha". Terminámos em 1º lugar do grupo de apuramento e rubricámos bons resultados e exibições. Participação na Fase Final ainda mais vergonhosa que a anterior, que começou com um discutível estágio em Macau, que ainda vai fazer correr muita tinta e por mais uma eliminação precoce com 2 derrotas (EUA 3-2 e Coreia do Sul 1-0) e uma vitória (4-0 frente à Polónia com 3 golos de Pauleta e 1 de Rui Costa).


O saldo, como se vê, não é famoso. Antes de 1986, e nos 20 anos que mediaram estas duas presenças, andámos sempre ao mesmo. Rapidamente nos encontrávamos numa situação de dependência de terceiros e a fazer contas a vários "ses". Se o Liechtenstein for ganhar 5-0 à França e depois se as Ilhas Faroé, conseguirem empatar a 4 com a Bélgica, já "só" teremos que ir ganhar à Itália por 4 golos de diferença. À excepção destes 2 últimos Mundiais, é esta a imagem que está na minha memória de apuramentos para Europeus e Mundiais de Futebol. Naturalmente estas contas saíram quase sempre furadas (a excepção foi 1986) e lá ficávamos nós a ver os jogos das outras selecções na TV.


O xôr Scolari

O xôr Scolari chegou a Portugal, com o título de Campeão do Mundo no bolso e com um largo passado de conflito com a Imprensa e com a tomada de algumas decisões, ao nível das escolhas de jogadores, no mínimo polémicas, mas que teimou em levar avante e com sucesso, quer na selecção brasileira, quer nos clubes por onde já passou. O caso Romário, é capaz de ser o mais conhecido de todos. Apesar de todas as pressões que foram exercidas, Scolari jamais chamou o "baixinho" à Selecção Brasileira, por mais peditórios, pressões da imprensa e abaixo-assinados que tenham sido feitos. Visto à distância, percebo perfeitamente a opção. É demais conhecida a propensão do jogador para as noitadas, para a indisciplina (dentro e fora do campo), para a falta de aplicação nos treinos, que compensou durante toda a sua carreira com golos, muitos golos. Mas para Scolari isso não chega e eu assino por baixo. Scolari tinha muito por onde escolher e não lhe deve ter custado muito ter colocado Romário de lado. O Brasil, para mim, poderia formar 5 equipas, capazes de lutar pelo título mundial. Não há Romário há Ronaldo, não há Ronaldo é escolher entre os inúmeros Dirceus, Paulões, Tiquinhos, Djalminhas, Ptolomeus, Emersons, Clodoaldos, Zinhos, Nepomucenos, Juninhos, Rosinéis e Cafús que por lá brotam, ao virar de uma qualquer esquina.

Agora, vamos àquilo que anda sempre a ser chamado à baila. Nunca como agora os critérios de selecção de jogadores foram postos em causa. Vários têm sido as situações que têm vindo a lume na imprensa e que têm aceitação junto de parte dos adeptos de Futebol:

1. Caso Vítor Baía. Mesmo dando de barato as "razões não técnicas", que a certa altura foram indicadas como justificação parcial para o seu afastamento, por mim acho uma boa decisão. Esta é a minha opinião, baseado no seguinte: Vítor Baia, foi titular da selecção nacional em 3 fases finais de Campeonatos do Mundo/Europa e não houve um único jogo em que me desse confiança enquanto adepto. Um único jogo. No FC Porto sim, mas na selecção nunca senti isto. Assim sendo, roda o palco e avance o senhor que se segue, porque o "Balizas" já teve as oportunidades dele.

2. Caso João Pinto. Para mim nem caso é. Depois daquilo que fez no Mundial da Coreia/Japão (deu um soco no árbitro da partida do jogo decisivo da fase de grupos, sendo naturalmente expulso), jamais deveria ter estatuto moral, para solicitar uma segunda oportunidade. Quem não consegue controlar as emoções, não deveria ter lugar na alta competição. O extravasar de emoções está reservado para os adeptos. Os profissionais têm de saber lidar com a adversidade e JVP (tal como já tinha feito no jogo contra a República Checa do Euro-96) esteve muitos furos abaixo do desejável, neste capítulo. Felizmente que os dirigentes do Sporting - seu clube ao tempo - não entraram em rota de colisão com a FPF e o assunto morreu no bom-senso de toda a gente. No entanto, não me escandalizaria que o mesmo tivesse sido alvo de comunicação ao jogador por escrito e de comunicado oficial da FPF a explicar as razões para tal tomada de posição.

3. Caso "jogadores não titulares nos clubes a serem convocados". Este para mim é o mais sujeito a discussão, mas parece-me que há muita gente que ainda não percebeu - ou não quer perceber e prefere outro tipo de convocatórias - a forma de funcionamento de Scolari. A selecção passou de ser uma amálgama de jogadores que estão em boa forma numa determinada altura, para passar a ser um grupo de jogadores que garantiram o apuramento e que dão certas e determinadas garantias ao seleccionador. Quem perceber esta visão, entende as convocatórias. Quem não o fizer continuará eternamente a discutir as escolhas. A dizer que o Zé Trocozólhos é melhor que o Manel Peito-Duro e que o seleccionador é uma besta. Eu sou um grande defensor desta óptica de selecção de jogadores. Um núcleo duro de jogadores, que se sabe o que podem fazer, como reagem, como interagem uns com os outros, como resolvem conflitos, que actuam como um grupo, que se sabe como actuam em grupo, como sentem a camisola, como embirram uns com os outros, etc. Grosso modo é tentar aplicar a um grupo de profissionais, aquilo que de bom, têm os métodos militares de preparação de pessoas. É uma filosofia aplicada aos poucos e poucos, nos diversos jogos e estágios que ocorrem em cada ciclo de qualificação. Os jogadores que fazem grande parte dos jogos de apuramento, são naturalmente recompensados com a eleição para a selecção para a Fase Final. Dificilmente haverá neste tipo de convocatórias, lugar para malta com Taxa de Bazófia em excesso, jogadores demasiado individualistas, jogadores com o ego demasiado insuflado, que criem certo tipo de conflitos, etc. Uma vez escolhido este núcleo duro, muito dificilmente o treinador abdicará destes jogadores. O problema de muita gente neste país, é que ainda não percebeu isto e continua a reclamar por algo que Scolari nunca lhes deu, nem dará (escolher sempre os jogadores que estão em melhor forma, num determinado momento) e continuará a dizer que esta é a "Selecção dos amigos do Scolari" ou a "Selecção do Scolari" em contraposição à Selecção de Portugal.

4. Caso Quaresma. Depois de terem desistido do caso de Baía (uma vez que já nem o treinador do seu clube lhe entrega a titularidade), os responsáveis - e por tabela os adeptos, sempre tão bem mandados - do FCP, viraram-se para este seu jogador (um dos poucos portugueses da equipa inicial com qualidades técnicas para envergar a camisola da Selecção), reclamando a sua convocação. Mais uma vez, concordo a 100 % com a sua não-convocação, por coerência com o exposto no ponto anterior. Quantos jogos de apuramento fez o jogador? Zero. Quantas vezes foi convocado? Uma, para um jogo particular. Tudo isto, e juntando uma grande irregularidade exibicional, nomeadamente nos jogos "a doer", são para mim razões mais que suficientes para ratificar esta decisão e esperar por novos desenvolvimentos da sua ainda curta carreira. Este jogador, terá - se entretanto continuar a evoluir técnica e mentalmente - ainda muitos e muitos anos à sua frente, neste tipo de competições. Até digo mais, caso Scolari continuasse a treinar a selecção após o Mundial, aposto que o convocaria de imediato, para os primeiros jogos de apuramento do Euro-2008, uma vez que certos jogadores irão terminar a sua carreira, a este nível, na Alemanha. O homem é teimoso, mas não é burro.

5. Irrelevância dos resultados. Reclama muita gente que Scolari ganhou um Mundial, mas foi com o Brasil e que isso é quase uma obrigação (só um ignorante consegue dizer uma coisa destas, a sério) e que falhou clamorosamente na final do Euro 2004, logo cá não ganhou nada. Ora bem, de facto, Portugal teve uma oportunidade de ouro para conquistar o seu primeiro título europeu de futebol (equipa A). O adversário era acessível? Em teoria sim, mas na prática isso não aconteceu. Tal como não aconteceu com duas das mais poderosas formações europeias, a França e a República Checa, que também sucumbiram frente aos gregos.
Eu tenho para mim que, quer ao nível de selecções quer de clubes, uma equipa portuguesa atingir grandes finais, e eventualmente ganhá-las, é a anormalidade. Não temos nenhuma obrigação de as ganhar com um carácter regular, por razões de ordem de dimensão geográfica, histórica e acima de tudo financeira.

6. Xenofobia. Pode parecer um argumento sem nexo, mas eu compreendo muito bem o que ele quer dizer, quando afirma que há uma certa azia por ele ser de nacionalidade brasileira. De facto, já ouvi como argumento o facto de ele ser brasileiro, como algo de negativo e que os brasileiros, como técnicos, deixam muito a desejar. Quanto e este ponto, só posso acrescentar o seguinte. Os brasileiros conseguiram os melhores resultados de sempre da Selecção Nacional e ponto final. Para os menos informados, era um brasileiro (Otto Glória) que treinava a equipa de 1966.

Da origem das críticas

Para mim, Scolari, até à data, pelos resultados apresentados, é o melhor seleccionador nacional de futebol de sempre. Foi a uma final de uma grande competição internacional e apurou Portugal com alguma "aparente facilidade", sem derrotas e com um dos melhores ataques da zona de apuramento europeia. Mas isto não chega para os críticos. Críticos que são quase sempre os mesmos:

1 - O FCP, na figura do seu "dono", que não perde uma oportunidade para atacar o seleccionador nacional e, por arrastamento, quase todos os sócios/adeptos desse clube, que funcionam como caixa de ressonância do "dono". A sua argumentação é sempre a mesma e por vezes chegam a dar a ideia que preferem apoiar outro país, na boa velha dinâmica d´"O Porto é uma nação". Conheço alguns adeptos do FCP e não há um único que neste momento apoie a selecção nacional. Muitos desejam o descalabro e os mais "doentios" até afirmam ir puxar pela Argentina...

2 - Grande parte dos jornalistas desportivos deste país, que estão constantemente a fazer o mesmo de tipo de questões, sabendo de antemão que não irão ter respostas e que estão a irritar Scolari. Estes mesmos profissionais continuam a reger-se pelo critério "escolhem-se os melhores 23" (lá na óptica deles, que depois não irão liderar o grupo de trabalho durante mês e meio e assumir responsabilidades pelos resultados) e não saem disto. E pior ainda, quase que parece que não são capazes de avaliar os resultados, tal como eu fiz, a frio e actuam como verdadeiros profetas da desgraça. Já li, nestes dias, de jornaleiros supostamente respeitáveis, que esta era a Selecção de Scolari, a Selecção dos amigos do Scolari e não de Portugal. Fosse eu o chefe deles e passariam a fazer de imediato reportagens de exposições caninas. Não admito que um jornalista chegue a este ponto, só porque não concorda com a forma como se seleccionam os jogadores.

Perspectivas para a fase final do Mundial

Pessoalmente, este ano, estou muito receoso da fase de grupos. O sorteio não podia ter sido mais acessível e isso não augura nada de bom. Garanto que preferia estar incluído num grupo que fosse o mais difícil, no plano teórico. É nessas situações que a motivação está ao máximo, e muitas e muitas vezes temos ultrapassado essas situações com categoria, como por exemplo no Euro-2000 em que fazíamos parte do chamado "Grupo da Morte" com Alemanha, Inglaterra e Roménia e vencemos os 3 jogos. Quer a Selecção quer os clubes portugueses lidam mal com o favoritismo teórico (vide o Mundial de 2002, em que o grupo composto por Coreia do Sul, EUA e Polónia foi unanimemente considerado acessível... ). Regra geral, este tipo de situações dão mau resultado, ou seja, implica a chamada desilusão. Estou mais confiante em boas exibições/resultados, quando as dificuldades são acrescidas.

Se ultrapassarmos a fase de grupos, iremos jogar com uma equipa apurada do Grupo C (teoricamente uma do trio Argentina / Holanda / Sérvia e Montenegro) e posteriormente, e mais uma vez em teoria, uma do duo Alemanha / Inglaterra. Portanto, a coisa não tem um ar assim muito animador, mas há que primeiro entrar com o chamado "pé direito" e vencer (ou pelo menos não perder) o primeiro jogo com Angola e depois garantir o apuramento para a fase de eliminatórias, que aí, num só jogo, tudo pode acontecer.

Não sou, por natureza, um optimista do caraças e não me revejo de todo em certas campanhas publicitárias que por aí andam, que fazem supor que há por aí muita gente com a Taxa de Bazófia demasiado elevada. Esta euforia é, a meu ver, exagerada e criadora de expectativas que muito dificilmente irão ser concretizadas. Não vejo como plausível que venhamos a chegar às meias-finais e muito menos a ganhar o torneio, mas não me importava nada de estar equivocado. Uma passagem para os últimos 16, a mim parece-me já um resultado honroso (face ao passado na competição). Daí para a frente é tudo lucro. Naturalmente não acredito numa vitória na competição e acharia, por exemplo nova presença nas meias finais, mais um resultado histórico. Chegar aos quartos de final, seria um excelente resultado.

Dentro de dois meses já saberemos o que se passou e então aí poderemos retirar conclusões mais válidas do trabalho global de Scolari à frente da Selecção. Até ver, eu por mim estou satisfeito e estou satisfeito acima de tudo por uma razão:

- Nunca na história do futebol português, a Selecção Nacional teve uma série de resultados tão positiva e nunca eu me lembro da equipa jogar de igual-para-igual com qualquer adversário que lhe apareça pela frente, desinibida e com vontade de ganhar, como agora. Há gente que atribui isto à qualidade dos jogadores, mas francamente não é essa a minha opinião.

Apesar disto tudo, há quem continue a profetizar/desejar mais um fracasso rotundo, a dizer que esta não é a sua selecção e que vai apoiar outros países nesta competição. Para esses tristes e pobres de espírito, os meus mais sinceros pêsames. Nem todos podemos ter um QI de dois dígitos.

Ganhem juízo pá!

sexta-feira, maio 19, 2006

Ora vamos lá ver...quem é que eu vou chatear hoje, mesmo?Estão entregues...

...os prémios:

- "Sou - pensionista - não - tenho - nada - que - fazer - deixa - cá - ver - quem - é - que - eu - vou - chatear - hoje";
- "Alguém consegue ser mais cretino que eu?";
- "Há quanto tempo não vê o corpo nú de uma mulher em 3D?";
- "És o maior!" (do Clube de fãs do Badaró);
- "Agora é que eles vão ver como elas mordem" e;
- "Bronco mais bronco não há!"

E o vencedor é Jorge Pegado Liz! (autor do livro "Os Humoristas são todos nazis e rotos" das Edições Pátria Mãe)
Desblogueador de Conversa TV

O fim da televisão tal como a conhecemos...Depois da mais recente e acesa discussão sobre a alegada arrogância dos escribas desta tasca, eu - que só entrei a meio, em Agosto passado - venho revelar o mais profundo segredo deste blog: Nós achamos que nós é que devíamos ter passado da blogosfera para a televisão, e não aqueles tipos parvos do Benfica (há um deles que não sabe que é). Assim, em rigoroso exclusivo Desblogueador de Conversa/Canal Vivir/Produções Tomás Taveira "Olho mágico" relevamos ao mundo qual deveria ser a grelha do programa diário na estação pública (de preferência no prime time das 05:00 da manhã):

Segunda-Feira: Joaquim Varela analisa de forma imparcial a jornada do campeonato de futebol e lança um olhar sobre o panorama do desporto motorizado nacional e internacional, intercalado com a análise ao preço do barril de petróleo.
Terça-Feira: Paulo Seguro dá uma palestra sobre os mais recentes problemas da política mundial incluindo naturalmente a crise iraniana e a mediação do conflito israelo-árabe e as últimas sobre a demissão do Secretário de Estado do Interior do governo de Kuala Lumpur.
Quarta-Feira: João Alves faz a pedagogia necessária sobre a problemática de informáticos com excesso de peso e falta de piada serem seres com um extremo sex-appeal e analisa as mais recentes novidades das distribuições Linux e da Linguagem de Programação Java. No final espaço ainda para um TOP 10 de fantasias com mulheres, incluindo aquela que nunca tivemos coragem de dizer bom dia, mesmo que ela estivesse a falar connosco e a convidar-nos para um café.
Quinta-Feira: Liliana de Almeida traz-nos as últimas das centrais de comunicação que lixaram o Carrilho e conta-nos como é ser um cartoon com ar gótico no Inferno da Blogosfera.
Sexta-Feira: Em directo do fundo do mar, Carlos Vilela traz-nos as últimas sobre construções de pontes e viadutos em esparguete e a jornada do Campeonato Nacional de mergulho e lança o fim-de-semana na categoria rainha desse desporto - o Robalo.
Sábado (num simultâneo RTP/RTP Madeira): Nelson Santos fala-nos de geologia e informa sobre as mais recentes descobertas nesse campo, como aquele calhau que encontrou na praia e que era parecido, vamos lá, com uma amostra do Período Mezosóditico de Baixo e faz o relatório geral da semana de Alberto João Jardim.
Domingo: Sara Jofre faz o balanço da semana no campo da legendagem e tradução de livros e lança uma campanha nacional contra os tradutores da SIC (pela última vez, "Commander in Chief" não é "Sra. Presidente"...irra!). No final, espaço ainda para a puericultura com a transmissão em directo do "Berro da Semana" da autoria de Beatriz.

Digam lá que isto não era um líder de audiências em potência?! Não? Pronto, OK.

quinta-feira, maio 18, 2006

Olá, eu sou a Gioconda...vai um tirinho, ó freguês?

És boa, pá, és boa, ó Mona...Uma equipa de investigadores japoneses, já depois de uma boa dose de shots de saké, resolveu "reconstituir" as vozes de Gioconda e de Leonardo Da Vinci. Os "resultados" podem ser observados aqui, onde se pode constatar que, com base na morfologia facial de ambos, a voz de Mona Lisa teria um timbre de voz nasalado e relativamente baixo para uma mulher e a voz do pintor e inventor italiano seria doce e baixa.

Para a semana, a mesma equipa espera apresentar os resultados de uma série de estudos de igual interesse:

2ª feira, dia 22: os pés de Adolf Hitler cheiravam frequentemente a tangerinas podres;
4ª feira, dia 24: Genghis Khan tinha uma voz esganiçada e, na intimidade, preferia ser chamado de Geninha;
6ª feira, dia 26: as cuecas de Che Guevara exalavam um odor semelhante ao de uma mistura de excrementos de cavalo com queijo suíço deixado ao ar livre, a uma temperatura de 36,8 ºC.
DO YOU FEEL 1IVING?
---------------------------------------------------------------
N0 MORE! those times are over. GET INSTANT POSTING 100%!!!!
Did you ever think..... it doesnt w0rk!?
Now it does! Read on--DesBlogueador de conversa2000(TM) this will help you GUARANTEED

My friends told me: "Living Living" to which I had one reply
POSTING 24 Hours
ONLY with our DesBlogueador de conversa2000(TM)!!!
Dr. Karamba da Silva says: "I saw it work like magic." (Karamba da Silva is TRUSTED source
in the field.)

Try it for free NOW!
JUST $109... to good to be troo? I thouhgt s0 too ....at first.
Try it now. CLICK HERE
www.buy-desblogueador-de-conversa2000.com

quarta-feira, maio 17, 2006

Um certo Portugal:

Esta notícia impele uma reacção em mim: F***-s*.
Muuuuu muuuuu, ah maluca!!! Múúúúúúúú

Chamem-me o que quiserem, desde maldisposto a "Velho do Restelo", mas considero isto como algo de definitivamente parvo. Não que os ruminantes expostos façam mal algum, ou que os fins possam ser os mais elevados, mas expliquem-me, por favor, a que propósito vem esta recente adoração?
Reacções: Deus

Onde é que se apaga esta coisa?

terça-feira, maio 16, 2006

BBC:

Parece que a versão noticiosa do canal britânico não sabe distinguir entre um taxista e um especialista em novas tecnologias. Hilariante.
A partir de ontem, a minha equipa é esta

A selecção de - quase - todos nós

Ricardo (Sporting), Quim (Benfica) e Bruno Vale (FC Porto). Paulo Ferreira (Chelsea), Miguel (Valência), Ricardo Costa (FC Porto), Fernando Meira (Estugarda), Ricardo Carvalho (Chelsea), Caneira (Valência) e Nuno Valente (Everton). Costinha (sem clube), Petit (Benfica), Maniche (Dinamo Kiev), Tiago (Lyon), Hugo Viana (Valência) e Deco (Barcelona). Figo (Inter Milão), Simão (Benfica), Cristiano Ronaldo (Manchester United), Luís Boa-Morte (Fulham), Pauleta (Paris Saint-Germain), Nuno Gomes (Benfica) e Hélder Postiga (FC Porto). Luis Filipe Scolari (Brasil)................PORTUGAL
No diário inglês The Independent...

Hoje não há notícias.
Reacções: a imprensa escrita

No Diário de Gonorreia de Baixo de hoje

segunda-feira, maio 15, 2006

400.000

Fotografia de grupo da equipa editorial desta tasca:

Welcome to blog hell

Da esquerda para a direita:


Nelson Santos, Joaquim Varela, Sara Jofre, Paulo Seguro, Liliana de Almeida, João Alves e Carlos Vilela.
Três deprimentes carreiras televisivas:

3º Lugar: Apresentadora do 6Teen

Olha para mim tão moderna...não?

Ter (bem) mais de trinta anos e apresentar um programa de tarde, num canal de cabo, chamado SixTeen.

2º Lugar: Mascote do canal Panda

Porra, que eu ardo aqui dentro...estão 40 graus, arre!!!

Passar o tempo a viajar pelo país, dançar, praticar diversos desportos, ser entrevistado sem NUNCA falar, seja Verão ou Inverno, enfiado dentro de um ridículo fato de peluche (tem a vantagem de ninguém saber se quem se trata).

1º lugar: Apresentador das "pistas da Blue"

Depois disto, hei-de ter o meu primeiro relance do corpo nú de uma mulher lá para 2030

Responder pelo nome de Duarte, passar a tarde a deambular por um cenário virtual (inexistente), a conversar com crianças que não estão lá, a fazer perguntas, esbugalhar os olhos e colocar a mão no ouvido fingindo ouvir respostas, a cantar sem ter voz para isso, a dançar sem ter jeito para isso, sempre vestido com uma camisola verde às riscas verdes, enquanto se finge tentar encontrar um cão que não existe... podia continuar a descrever o ridículo de ser este apresentador, mas não tenho tempo.
Carta aberta (e sem selo) ao senhor primeiro-ministro, Engenheiro José Sócrates

Coça coça coça...esfrega esfrega esfrega, pega na carteira e entrega, entrega, entrega...Senhor primeiro-ministro, amigo Zé, pá...

Já deu para ver que, no estado em que as coisas estão, há que sacar dinheiro ao pessoal de qualquer maneira. E como aumentar mais uma vez os impostos dava muito nas vistas, agora até na praia, o chamado mergulho de chapão com bandeira amarela ou mesmo uma simples entrada em água com bandeira vermelha, dá para colocar uma quantia valente (de 55 a 1000 euros) nos depauperados cofres do estado.

Caramba, porque é que não disseste mais cedo, Socas? Ora aqui os teus muito patriotas desBlogueadores não querem que penses em mais estratagemas deste tipo e enviam-te uma singela lista de coisas que ainda não pagam multa, mas que com a tua ajuda e com alguém que te prepare a legislação, é só meter no Diário da República e vais ver que o défice das contas estatais se esfuma num instante. E ainda se ajuda a tornar o nosso Portugal num país mais bonito, como bónus. Ora cá vai disto:

LISTA DE COISAS A TAXAR (em breve)

- Uso de meia branca com sapatinho escuro (100 a 1000 euros)
- Bigode à jogador dos anos 80 (200 a 2000 euros)
- Coçar os genitais em público (150 a 1500 euros)
- Utilização do colete reflector nas costas do banco do condutor (120 a 1200 euros)
- Passear de fato de treino por centros comerciais ao fim de semana (400 a 4000 euros)
- Raparigas com excesso de peso envergando roupa apertadíssima (130 a 1300 euros)
- Uso de óculos de sol em discotecas e restaurantes (500 a 5000 euros)
- Utilização das expressões prontos, portantos, stander de automóves etc... (140 a 1400 euros)
- Uso de sandália com peúga (300 a 3000 euros)


Pronto, cá está, Socas, usa e abusa. Quem é amigo quem é?

sábado, maio 13, 2006

Curto, demasiado curto

Finalmente, meus amigos! Ao fim de 4 épocas, e de dezenas e dezenas de jogos, este rapaz finalmente marcou um golo ao serviço do Benfica, e mesmo assim foi num jogo particular, de competitividade duvidosa.

Para a posição que ocupa e tendo em conta a quantidade de jogos que já efectou, acho demasiado curto. Um central de qualidade marca pelo menos 3 golos por época. Já me questionei vezes sem conta, por que carga de água os teinadores insistem em colocá-lo na área adversária, em pontapés de canto/livres.

sexta-feira, maio 12, 2006

Então mas que vem a ser isto?

Em nome dos leitores aqui da tasca (sempre os mesmos 5/6), venho por este meio protestar veementemente contra a utilização abusiva da cor vermelha nestes últimos posts! Seis dos últimos oito posts andam à volta desta cor e assim não pode ser, meus amigos.

Vá, juízo! Falem de coisas bonitas. Da relva que é verde. De campos floridos com vaquinhas a pastar. Com criancinhas a pular por todo o lado. Falem do céu azul e das nuvens. Falem do CDS-PP, que é um partido azul em todos os sentidos. Falem do Papa Bento XVI. Falem de coisas verdadeiramente interessantes e deixem lá de lado essa cor do Demo!
Serviço público do defeso

E o vencedor é...

Como a temporada de futebol nacional termina já este domingo, e como entretanto já hoje o Record avança com o regresso de Sven-Goran Erikson à Luz, aqui fica a humilde contribuição do desBlogueador de conversa para as capas dos 3 diários desportivos nacionais, pelo menos até à abertura do Mundial de futebol. É só preencher com os nomes que derem mais jeito.

quinta-feira, maio 11, 2006

Encontro de Gigantescos disparates!

Desenvolvi...quê

Dos mesmos autores que lhe trouxeram a palestra "Desenvolvimento Patrimonial Sustentado - Experiência SLB", de Luís Filipe Vieira.

- "O Socialismo Rumo a um Futuro Melhor", por Paulo Portas;
- "Credibilidade e Discrição: A Receita do Sucesso", por José Eduardo Moniz;
- "O Macho Latino na Sociedade Moderna", por José Castelo-Branco;
- "A importância do Low-Profile e da Sensatez na Vida Pública", por Valentim Loureiro;
- "Viciado no Sucesso: o Futebol de Ataque ao serviço do Espectador", por José Couceiro;
- "O Sucesso na Governação de um País", por Pedro Santana Lopes;
- "Experimentalismo Musical em Portugal", pelos D'ZRT;
- "A Importância da Alternância Política em Democracia", por Alberto João Jardim;
- "Originalidade na Escrita Contemporânea", por Margarida Rebelo Pinto.

Descoberto no Maschamba, via Blasfémias.

terça-feira, maio 09, 2006

118-118

Não é o resultado de um qualquer jogo de basquetebol mas isto...o primeiro vídeo, principalmente, está excelente.

They help everybody...even those who don't want to be helped!

Obrigado, Joana.

domingo, maio 07, 2006

O Bruxo de Fafe não falha...
Roda o palco

Se há coisa que eu não suporto é ver jogadores banais a vestir a camisola do Benfica. Quando eles abundam, e pior ainda, são titulares e/ou jogam grandes porções dos jogos, dificilmente se conquistam títulos.

Já vejo futebol há muitos e muitos anos e aquele xouriço, que está ali todo sorridente, de camisola branca, é o pior Guarda Redes que já vi no Benfica, não tendo feito um único jogo inteiro em que tenha dado provas de se poder confiar nele. É o chamado susto constante. Inexplicável ou miraculosamente, até hoje nunca um dos seus habituais disparates tinha tido consequências graves. Finalmente, hoje foi dia disso, e considero-o com culpas nos 3 golos que a equipa sofreu, mesmo que o Paços de Ferreira tenha sido um justíssimo vencedor. E repare-se que nesse rol - o dos maus Guarda Redes - há candidatos de altíssimo nível, a começar por Carlos Bossio (Rui Nereu não conta para estas contas, porque nunca lhe passou pela cabeça que esta temporada iria jogar jogos da Champions League).



PS: Já agora, se pudessem despachar esta maltosa toda, com José Veiga como brinde, seria extremamente positivo.

sexta-feira, maio 05, 2006

Fidel em alta

Avante camarada...avante!Governantes mais ricos do mundo, segundo a revista financeira Forbes:

1. Rei Abdulã Bin Abdelaziz (Arábia Saudita): 21.000 milhões de dólares;
2. Sultão Hassanal Bolkiah (Brunei): 20.000 milhões de dólares;
3. Xeque Jalifa bin Zayed Al Nahyan (Emirados Árabes Unidos): 19.000 milhões de dólares;
4. Emir Mohamad bin Rachid Al Maktum (Dubai): 14.000 milhões de dólares;
5. Príncipe Hans-Adam (Liechtenstein): 4.000 milhões de dólares;
6. Príncipe Alberto (Mónaco): 1.000 milhões de dólares;
7. Fidel Castro (Cuba): 900 milhões de dólares;
8. Teodoro Obiang (Guiné Equatorial): 600 milhões de dólares;
9. Rainha Isabel II (Inglaterra): 500 milhões de dólares;
10. Rainha Beatriz (Holanda): 270 milhões de dólares;

Segundo os investigadores da revista, a fortuna do presidente cubano disparou de uns míseros 110 milhões em 2003 para os actuais 900 milhões de dólares.

No entanto nem tudo são rosas para o revolucionário barbudo. É que com as potenciais escaladas de outros amigos do povo, como Hugo Chavez e Evo Morales, é muito provável que a sua posição no top 10 fique ameaçada em breve.

quinta-feira, maio 04, 2006

Junta a tua à nossa Voz!

Avante camarada, avante...Sempre na vanguarda do seu tempo, teve há pouco tempo conhecimento a redacção do desBlogueador, da existência desta estação de rádio on-line, surgida por certo de conclusões retiradas da obra "O Capitalismo, A Revolução Tecnológica e a Classe Operária", das Edições Avante.

Assim sendo, recomendamos a todos, uma audição atenta da emissão desta tarde - que após uma pesquisa aturada conseguimos obter de antemão - e que consistirá na seguinte programação:

15:00 - Abertura e audição da "Internacional", de Pierre Degeyter;
15:10 - A Talhe de Foice: Intervenção do Camarada Jerónimo de Sousa na sua recente visita ao Forte de Peniche;
15:30 - Música Popular Portuguesa: Audição de vários temas de José Mário Branco, Zeca Afonso e Sérgio Godinho, entre outros;
15:50 - Jogo da Massa : Camarada, fica perto do teu telefone e se descobrires quantos biliões de dólares foram ontem surripiados às classes operárias pelo Grande Capital, ganha de imediato EP's para a Festa do Avante, a decorrer na Atalaia em Setembro deste ano;

16:00 - Leitura de uma mensagem de júbilo e incentivo ao povo irmão da Bolívia;
16:05 - Pequena História das Ruas de Lisboa - Soeiro Pereira Gomes;
16:10 - O Povo é quem mais ordena - Fórum popular sobre o tema "Imperialismo em Cavalgada para Leste: Para onde vai a Ucrânia?" Luís Carapinha;
16:30 - Crítica Literária - Análise da obra de R.Goscinny: Astérix e a Foice de Ouro. "Terá sido este o primeiro Comunista à face da Terra?", por António Nemésio onde serão oferecidos ainda exemplares do livro "O Imperialismo como fase Superior do Capitalismo", de V.I.Lenine enquadrado com a leitura do Manifesto do Partido Comunista;
16:45 - Constituição de Abril: O que já foi sonegado à Aliança Operária e Camponesa, por Gilberto Teixeira;
16:50 - O Povo Unido Jamais Será Vencido. Divulgação dos resultados do Concurso de Literatura, que teve lugar durante o ano de 2005, onde serão oferecidas obras de destacados líderes mundiais, a saber: "Por Um Mundo Justo e Unido", de Fidel Castro, "Ex-URSS: Um novo Terceiro Mundo", de Gérard Streiff e diversos pins de Che Guevara e José Estaline;

17:00 - Abertura da hora com a audição de "A carvalhesa", de Ruben de Carvalho;
17:05 - A Terra a quem a Trabalha. Comemoração do 25º Aniversário da Jornada Popular em memória da camarada Catarina Eufémia;
17:10 - Ary dos Santos: Poeta da Revolução. Leitura de poemas vários por funcionários da Voz do Operário;
17:15 - Grandes Faróis Orientadores do Séc XX - Evocação da Vida e Obra de Niculae Ceausescu;
17:25 - Resistência Anti-Fascista - 100 anos de Luta. Debate moderado por Luís Garcia e onde serão oferecidos DVD's da obra "Álvaro Cunhal - Um exemplo Inesquecível para a Luta que contínua";
17:40 - Unidade: A Caminho da Vitória. Espaço de opinião da responsabilidade do Secretário-geral do PCP, o camarada Jerónimo de Sousa;
17:45 - Leitura das conclusões da reunião semanal da Comissão Política do Comité Central do PCP;
17:55 - Fim de emissão com a audição do "Avante Camarada", de Luís Cília.
Descubra as diferenças

No leitor de músicas ali da barra lateral direita, podem ouvir estas 3 preciosidades:

* Nami Tamaki - High school queen (Shining star - 2004)
* Efecto Mariposa - Qué más da (Metamorfosis - 2004)
* D'ZRT - Para mim tanto faz (D'ZRT - 2005)

Que bela sobremesa que a TVI nos arranjou. É só juntar água e vender discos...

quarta-feira, maio 03, 2006

FIFA 06 - Road to World Cup:

Depois de ter experimentado aquele que aparenta ser o melhor jogo de sempre da série canadiana FIFA (igualando, em alguns pormenores, a sempre superior série japonesa PES), verifico que o jogo ainda peca por alguma falta de realismo:

Baía onde???
Penço, logo existo!

O título do dia...

"Itália: PM apresenta demissão e Prodi pença formar novo governo".

terça-feira, maio 02, 2006

Mas você é especialista do quê mesmo?

Ontem, na CNN, debatiam-se os problemas que a mais recente escalada dos preços dos combustíveis está a provocar aos cidadãos e aos empresários americanos. Entre uma série de ilustres convidados, às tantas é apresentado um reputado matemático e "especialista" de uma empresa de estudos de mercado, Marshal Cohen, que começa por dizer isto:

"Quando o combustível sobe 5 cêntimos por galão, isso significará talvez uns 10 dólares a mais por semana que saem do bolso dos consumidores. Mas quando os preços estão a subir 15 cêntimos ou mais, isso significa 20 dólares extra por semana."

Será que o patrão dele o estava a ouvir? E se sim, será que ainda é patrão dele?
Stephen Colbert

Muitos de vocês terão visto, durante este fim-de-semana alargado, as reportagens sobre o tradicional momento de "comic relief" que o presidente norte-americano costuma fazer todos os anos. Este ano, G.W. Bush contou com a ajuda do grande Steve Bridges (que aparece regularmente no "Tonight Show" de Jay Leno) para, basicamente, ter piada.
Já o que não passou nos telejornais portugueses foi o momento de stand-up que fechou esse jantar, protagonizado por Stephen Colbert, ex-"correspondente" do Daily Show e que agora tem um programa logo a seguir ao mesmo, intitulado "The Colbert Report" (um programa de piadas "muito americanas", já que ele goza com Bill O'Reilly da Fox News, um apoiante fervoroso da administração Bush).
Colbert, de uma forma muito para lá dos limites do "politicamente correcto", fez o mais brilhante discurso contra a administração Bush de que há memória, e conseguiu fazê-lo simplesmente a contar piadas.
A polémica que surgiu à volta deste discurso foi tanta que o NY Times (que não pode ser acusado de ser propriamente um jornal apoiante das políticas de Bush) nem se referiu no dia seguinte ao número de stand-up de Colbert. O alvo de toda aquela chacota imperdível (Bush, bem entendido) estava profundamente irritado quando aquilo acabou. Mas, meus amigos, o que me leva a escrever este post é isto, isto e mais isto.
É certo que há muitas piadas que não são de fácil compreensão (porque são ajustadas a uma realidade que não a nossa) mas a maioria delas qualquer pessoa percebe...e são imperdíveis. Depois dos Óscares, a dupla Stewart/Colbert volta a abalar o politicamente correcto. São os maiores!
Páre...e eu disparo!

Num parque de estacionamento de um centro comercial do Funchal.



à esquerda - Lugar reservado para idosos;
à direita - Lugar reservado para grávidas;
ao centro - Lugar reservado para senhoras empunhando armas de fogo?

Pelo sim pelo não, estacionei longe dali...

segunda-feira, maio 01, 2006

Os gordos não nos podem obrigar a comer um sapato!

Em mais um dia 1 de Maio, que música mais apropriada do que a que está hoje na barra lateral?

Saudações, amigos!
O humor britânico no seu melhor:

Da Vinci bla bla blaTodos se lembram que, há algumas semanas, o autor do "Código Da Vinci", Dan Brown, foi julgado (e absolvido) em Inglaterra das acusações de plágio referentes a esse famoso livro.
Pois bem, o que podem não ter acompanhado é a polémica que houve desde o dia da sentença sobre umas palavras que estavam escritas no despacho do Juiz Peter Smith e que rezavam assim: "Smithy Code Jackie Fisher who are you Dreadnought".
É que, à boa maneira do enredo do best-seller, houve muita boa gente que achou isto um mistério, uma prova que afinal aquela conspiração relatada no livro não era assim tão fictícia. Enfim, a evidência definitiva de que afinal o mundo não passa todo de uma grande conspiração.
Centenas de pessoas tentaram decifrar o que aquelas misteriosas palavras quereriam dizer, numa tentativa de ficarem mais próximos da "Verdade", até que ontem o magistrado fez um comunicado dizendo que afinal aquelas misteriosas palavras...tinham sido uma brincadeira sua.

Peter Smith explicou que demorou 40 minutos a elaborar o código e outros 40 a inseri-lo na sentença de 71 páginas (cada carácter desta expressão estava em itálico, distribuindo o código por todo o texto desta forma: Jaeiextostgpsacgreamqwfkadpmqzv e que podia ser resolvido com a aplicação de um algoritmo da famosa sequência de Fibonacci, referida no romance) e que, afinal, tudo não passava de uma homenagem a um Almirante do início do século XX, que dirigiu o primeiro navio da Armada moderna, o HMS Dreadnought. Smith disse ainda que tinha feito aquilo para se divertir e acha que "não há motivo para os julgamentos não serem divertidos". Ou será que não? Ou será que o mandaram calar? Será que ele está a encobrir alguma coisa? (incluir riso maléfico)...