sexta-feira, abril 28, 2006

Serviço púb(l)ico

Caros visitantes, caso ainda não tenham reparado desde anteontem que, na barra aqui ao lado, e assinalado com o sugestivo e originalíssimo título de "A música do dia", está um aparelhómetro com uma musiqueta da nossa preferência, que irá mudando todos os dias, haja disponibilidade e paciência para isso.

PS: Vá-se lá saber porquê, não o consigo colocar a funcionar com o Firefox...manias! Alguém que saiba resolver isso?

quinta-feira, abril 27, 2006

Particularidades do nosso país

Há pequenas coisas que acontecem na nossa sociedade, e que habitualmente passam despercebidas, mas que ajudam a explicar muito do que acontece de mau nessa mesma sociedade. De que outro modo se pode entender que algumas cabeças pensantes se consigam indignar pelo facto do Presidente da República não usar um cravo na lapela e, fiquem serenos calados perante a presença, na mesmíssima cerimónia, de um reles assassino.
Do it doggystyle

Where my Bitches, yo?O conhecido rapper Calvin Broadus, ou Snoop "Doggy" Dogg, autor de "músicas" que ficaram para a história como "Bitch please", "Break a bitch til I die", "For all my niggaz & bitches" ou "Ain't no fun (if the homies can't have none)" está prestes a publicar o seu primeiro romance, intitulado "Love don't live here no more", que estará nas bancas em meados de Outubro.

Sempre na vanguarda da informação, e mesmo sujeitando-nos a um hollywoodesco mega-processo judicial, o desBlogueador de conversa deixa-lhes aqui, em absoluto exclusivo, os primeiros excertos deste romance. It goes something like this:

"Once upon a time there were Three Bitchas, yo, who lived together in a hideout of their own, back in the woods. Yo, one of them was a Little, Small, Wee Bitcha; and one was a Middle-sized Round-Assed Bitcha, and the other was a Great, Huge Muthafucka Bitcha. Each bottie shaker had a pot for their niggas, yo, a little pot for the Little, Small, Wee Bitcha, and a middle-sized pot for the Middle-sized Round-Assed Bitcha, and a great pot for the Great, Huge Muthafucka Bitcha. Yo, and each ho had a chair to sit their big asses in; a little chair for the Little, Small, Wee Bitcha; and a middle-sized chair for the Middle-sized Round-Assed Bitcha; and a great chair for the Great, Huge Muthafucka Bitcha, yo. And they each had a bed to get their parties going; a little bed for the Little, Small, Wee Bitcha; and a middle-sized bed for the Middle-sized Round-Assed Bitcha; and a great bed for the Great, Huge Muthafucka Bitcha. Yo! Real niggaz don't give a fuck."

quarta-feira, abril 26, 2006

Obrigado "Zizou":

Aquele que, na minha opinião, foi o melhor jogador dos últimos 5/6 anos do futebol mundial decidiu ontem que "arrumará as botas" no final do próximo campeonato do mundo...por não ser um "artista" (como Robinho, Ronaldinho, Cristiano Ronaldo, por exemplo), mas por ser para o espectáculo muito mais importante (é com Zidanes que se ganham jogos) aqui fica a minha pequena homenagem, na forma do vídeo do golo que ele marcou ao Leverkusen, numa final da Champions League e que foi considerado, com toda a justiça, o melhor golo de sempre das finais da competição maior da UEFA:

terça-feira, abril 25, 2006

Follow-up:

Parece que hoje é Dia da Independência.
Porque o 25 de Abril também serviu para isto...

Exactamente à mesma hora em que, 32 anos antes, se ouviam na Rádio Renascença, os primeiros acordes do Grândola Vila Morena, como sinal confirmativo de que as operações militares estavam em marcha e eram irreversíveis, um dos principais canais de televisão portugueses dá tempo de antena a um contador de anedotas que consegue meter quatro asneiras em cada três palavras que lhe saem da boca, e um outro transmite um programa em que uma série de "personalidades", envoltos em lantejoulas e maquilhagem, fazem de conta que são artistas de circo...
25 de Abril sempre!

25 de Abril Sempre! 25 de Abril Sempre! 25 de Abr... quê?! Não pode ser sempre? Então mas isto não era coisa para acabar com as trafulhices, os compadrios e com os amigalhaços? Então porque é que não pode ser sempre? Ah, não? OK, tudo bem então...
Um símbolo de um certo país...

Estimado Leitor, adivinhe qual é o país onde a filha do símbolo maior da revolução democrática canta numa girls-band?

PS: Mas é gira, catano... bem gira.

segunda-feira, abril 24, 2006

Então...então...

...ele não era a grande aposta para a próxima época?
Não se percebe...
Foram (só) mais cinco...

É provável que o leitor só dê pela notícia seguinte quando esta aparecer num rodapé do Jornal Nacional, podendo (ou não) ter direito a uns 10 a 15 segundos de texto lido mas, mesmo assim, cá vai.

"Só durante a semana passada, um total de 1602 acidentes registados pela Brigada de Trânsito provocaram a morte de mais 5 pessoas."

É que... nenhum dos falecidos é actor de novelas!

domingo, abril 23, 2006

Extremamente positivo!

A ver se não falho.
Ainda sobre Michael Schumacher...

Para quem ainda tem dúvidas, as vai continuar a ter e mesmo assim vai arranjar mais e mais desculpas de mau pagador e mandar bitaites, aqui vão os números que não mentem:

Números de GP disputados: 233 (2º)
Títulos: 7
Vitórias : 84
Pódios: 143
Corridas terminadas nos pontos : 176
Pole Position : 66 (site ainda não actualizado)
Volta mais rápida da corrida : 69
Total de pontos :1259
Pole e vitória : 37
Pole, Volta mais rápida e Vitória: 20
Partidas da 1ª linha : 107
Kms no comando : 22.219,267
Pontos numa temporada: 148
Pódios numa temporada: 17
Vitórias numa temporada: 14 (2004)
Voltas mais rápidas numa temporada: 10 (2004)
...

sábado, abril 22, 2006

Goste-se ou não...

...as estatísticas e os números não mentem. A partir de hoje, só existe um recorde da Formula 1 que não é pertença deste tipo. Trata-se do número de Grandes Prémios disputados (uma estatística de segunda grandeza, digamos, mas que não deixa de ter a sua importância). De resto, é tudo. Nº de Títulos; Vitórias; Pódios; Voltas mais rápidas; Pole Positions; Pontos; Vitórias numa época; Voltas no Comando; Pódios consecutivos; Dobradinhas; Títulos consecutivos; Quantidade de Poles; Volta mais rápida e Vitória no mesmo Grande Prémio; Quilómetros no comando; Número de...

Vruuummmm

quinta-feira, abril 20, 2006

O 4º segredo de Fátima

Mas porquê, senhora, porquê???À hora a que vos escrevo, este antro atinge as 389.735 visitas (mesmo contando com os pornógrafos, os tipos que não sabem fazem fazer buscas no google e, mais recentemente, com os morangomaníacos).

Ora, à média actual de 434 visitantes diários, o belo número das 400.000 visitas será atingido no dia...13 de Maio!

Claramente, é este o segredo de Fátima de que mesmo a irmã Lúcia se esqueceu, aquele que a igreja católica fez por esconder este tempo todo. Afinal, era vital para a civilização mundial, como a conhecemos, que não se soubesse que, numa bela manhã do santo ano de 1917, sobre duma pequena azinheira, Nossa Senhora, iluminada de luz e resplandecendo bondade, terá dito as palavras:

"E em verdade vos digo. Cuidai meninos, que um dia, já para lá do segundo milénio após o nascimento de meu filho feito homem, que por vós e por nós todos morreu na cruz, uma coisa escrita por sete energúmenos, sem o mínimo sinal de qualidade ou interesse, será lida por muitos, colocando em causa a decência e a moral cristãs. E agora tenho que me ir embora, que isto faz-se tarde e ainda quero ver se apanho o autocarro das duas e meia."

quarta-feira, abril 19, 2006

Mandai a nós os vossos pedreiros...

...que nós vos mandaremos os nossos árbitros.
E mais...

Long live the Brigada Suicida LigeiraNota prévia: Isto era para ser uma resposta ao post ali em baixo, mas não resisto a colocar aqui mais algumas considerações da minha pessoa.

De entre todos estes "artistas", referidos pelo Nelson, há 2 ou 3 que me irritam particularmente:

1 - os pensionistas. Sim, se há coisa que me irrita é malta que não tem a noção da realidade. Por muito que isto custe eu defendo o seguinte. A partir dos 70 anos de idade ninguém deveria poder conduzir. Eu sei que já estão aí uns quantos a dizer "ah e tal, há muita gente lúcida com essa idade e só um especialista pode avaliar as condições e patati e patata". Pois, meus amigos, isso para mim são balelas. Ninguém me convence de que se vão perdendo faculdades com o passar dos anos e tendo em conta a forma como são obtidas, em Portugal, as "opiniões" dos ditos especialistas, deveria ser proibido conduzir a partir dos 70 anos de idade e ponto final. Era discriminação? Que fosse! Azar. Se existe um limite mínimo de idade a respeitar (tenho a certeza absoluta que conseguiria conduzir a partir dos meus 15 anos de idade), deveria também existir um limite máximo! Quem quisesse andar de carro, procurasse alternativas.

2 - os peões suicidas. Estes então são o meu alvo preferencial. Na zona onde habito, são aos magotes. E existem por múltiplas situações. Como já referia o Fernando Pessa, há mais de 20 anos, porque carga de água existem passadeiras para peões, em locais onde o trânsito é regulado por semáforos? Nestes locais deveria haver, isso sim, corredores de travessia de peões.

Depois entra em acção a falta de civismo. Porque é que pouca gente respeita os semáforos de peão, enquanto peão? Porque é que um condutor que desrespeite um semáforo fica inibido de conduzir durante pelo menos 30 dias e ao peão nada sucede? Peão que não respeite um semáforo de peão, continua impunemente a sua caminhada e até é capaz de olhar de lado e até mandar a sua boca: "Não vês a passadeira, pá?". Este tipo de peão, deveria ser punido com 30 dias sem sair à rua! Passar um corredor/passadeira, com o semáforo vermelho, deveria dar direito a 30 dias nas Berlengas (ou em alternativa nas Desertas, caso estas fiquem rapidamente cheias). Pensando bem, devia-se encontrar outras alternativas, senão qualquer dia teríamos mais de metade do país a atravessar semáforos de peão vermelhos, de propósito... Mas castiguem-se estes energúmenos. Tudo acompanhado de uma campanha de sensibilização, claro.
Finalmente o espécime que me irrita verdadeiramente. Que é uma passadeira de peões? Para mim, é um local onde deve ser dada a prioridade aos peões, mas também é um local onde estes devem ter muitos cuidados. Devem chegar à mesma e pensar o seguinte:

"Vou atravessar a estrada, mas com cuidado. Com cuidado, porque aqui passam umas maquinetas com cerca de 1000 Kg de peso, que não param em 2 metros nem em 3 milisegundos; que circulam a alguma velocidade; que conduzidas por pessoas que por vezes podem estar distraídas, ensonadas, a quem a vida pode não estar a correr bem, estúpidas, etc. Assim sendo, vou olhar para os dois lados da estrada. Vou ver se não vem ninguém e só então atravesso a estrada. Se, após tomadas estas precauções, aparecer algum veículo automóvel, a sua obrigação é parar, dado que terá que me dar prioridade."

Isto é o conceito básico da passadeira, meus amigos! É isto, em traços gerais, que vem no Código da Estrada! No entanto, são aos magotes os suicidas que se atiram à tonta para estas autênticas "Rampas de Lançamento da Brigada Suicida Ligeira", com um ar orgulhoso de quem pensa o seguinte: "Aqui vou eu na passadeira, onde sou rei e senhor e agora tens de parar nem que para isso provoques um acidente do caraças". E ai de quem lhes chamar a atenção para este tipo de comportamento. Esse "assassino", será rapidamente lembrado do que é uma passadeira e a profissão da sua mãe e a fidelidade de um possível cônjuge, serão imediatamente colocadas em causa.

Para finalizar, permito-me ainda acrescentar mais um cromo à extensa lista colocada pelo Nelson.

O cromo que repara que vamos estacionar numa rua, de marcha atrás, mas que mesmo assim não está disposto a esperar que façamos tal manobra e ultrapassa imediatamente - por muito estreita que seja a via por onde circulamos - impedindo que façamos a nossa manobra. Raramente, mas muito raramente interrompo a manobra. E por vezes até atravesso o carro mais do que seria necessário. Regra geral isso ocasiona fortes travagens e discussão. Felizmente, até hoje, nunca houve nenhum acidente, mas calculo que um destes dias ocorrerá...

terça-feira, abril 18, 2006

À atenção da Brigada de Trânsito

Sai da frente, ó mongo!Procuram-se os seguintes indivíduos:

- o retardado que, encaixotado numa fila compacta de carros, troca de fila de 5 em 5 segundos;
- o génio que considera ultrapassar alguém, quando circula a uma velocidade cerca de 5 km/h superior à desse alguém;
- o tipo que conduz um camião TIR, e que aproveita zonas de subida com 2 faixas para ultrapassar um outro camião, de preferência com a mesma velocidade "de ponta";
- o ás do volante que entra, em ultrapassagem, nas rotundas pela faixa da esquerda, para sair logo na primeira saída;
- o senhor que, quando o veículo da frente se prepara - devidamente assinalado - para estacionar, apita porque deseja ultrapassar;
- o familiar do anterior que, na mesma situação, se cola a quem tenta estacionar de traseira, tapando-lhe o lugar;
- o peão suicida;
- o gajo que pensa que "aquelas coisas que piscam" nas zonas laterais do automóvel se tratam somente de apetrechos decorativos, sem qualquer valor funcional;
- o velhote que anda a 20 km/h, mesmo que tenha todo o caminho aberto pela frente;
- o rapazinho que gosta de fazer as rotundas todas por fora, impedindo que alguém que circule como deve ser possa sair delas sem se arriscar a levar com ele em cima;
- o ser vivo que não sabe como fazer uma viagem a uma velocidade constante. Ora vai a 80 km/h, ora vai a 140 km/h, fazendo com que de 5 em 5 kms, ou o ultrapassemos ou sejamos ultrapassado por ele;
- o menino que gosta de ultrapassar em recta ou (ainda melhor) em descida, para depois deixar o carro literalmente a morrer nas subidas;
- o cientista que faz sinais de luzes enquanto está a quilómetros de distância do carro da frente;
- a criatura que é ultrapassada e, logo de seguida, se lembra de acelerar como se não houvesse amanhã;
- o espécime que olha quase exclusivamente em frente, estando-se literalmente a borrifar com o que se passa à sua volta ou atrás dele;
- o iluminado que escolhe para ultrapassar alguém, o momento em que esteja ele próprio a ser ultrapassado;

- o especialista que prefere ter os faróis de nevoeiro ligados em qualquer altura;
- o parolo que, mesmo de noite ou com nevoeiro, teima em não ligar mais que os mínimos (...para poupar);
- o génio que gosta de conduzir com os faróis desregulados (a apontar o mais para cima possível), porque aquela rodinha ao lado do volante até é gira...
- o atleta que tem por desporto acelerar a fundo para parar num semáforo ou na fila de carros 10 metros à frente dele, gastando combustível, pneus e travões como se disso dependesse a sua vida;
- e claro, last but not the least, o cromo da fila do meio.


PS: nesta pequena amostra, não foram referidos os donos de carros carregados de toneladas de xuning para que o post não se tornasse redundante.

quinta-feira, abril 13, 2006

Então...então... então, mas assim sobra quem?
Eu, pecador, me confesso:

Welcome to hell.com...enjoy your stay!Leio, no mínimo, um a dois jornais por dia e consulto a edição electrónica diariamente de uma outra dezena de publicações. Fico frustrado por só conseguir comprar um livro por mês, para poder pagar os estudos (que já agora versam, entre outras coisas, a construção dessas armas do demónio que são os websites). Adoro ver o Family Guy, o Scrubs, o 24, o wrestling da WWE, o Everwood, o Seinfeld, o Friends, o Fraiser (e se colocar aqui todas as séries que vejo pela net - já que não dão nos canais nacionais - a lista torna-se quase interminável). Passo quase todo o meu dia ligado à net, até nas aulas. Preciso da internet para todos os meus trabalhos da faculdade. Nos últimos anos é difícil encontrar um momento da minha vida que não esteja a cometer um destes novos pecados.

Ora, Xôr Papa, diga lá quantos Avé Marias e Pai Nossos são para eu não ir parar à fogueira do inferno mesmo?
Slip of the tongue?

Do you swallow, Pam?Pamela Anderson, a nadadora-salvadora mais conhecida (e anatomicamente incorrecta para a função) da história, deu há uns dias uma entrevista em que admite que a sua vida hoje em dia se tornou bem mais calma, depois de muitos "excessos" do passado.

Até aí tudo muito bem, é o paleio normal destas "estrelas" quando dizem que estão mudadas, mais calmas, que por detrás dos ecrãs de cinema são bem mais profundas do que as suas personagens podem aparentar, além de trabalharem muito e blá blá blá...

O engraçado é na parte da entrevista em que a boca de Pamela lhe fugiu, literalmente, para a verdade, quando questionada sobre o seu passado "louco":

"I think I've been able to keep a certain grace about me even during times of disgrace and craziness which have swallowed me up in the past."

quarta-feira, abril 12, 2006

Categoria de posts, a serem escritos no desBlogueador de conversa, que levem os seus autores a serem insultados:
  • Posts sobre opiniões sociais (não interessa sobre o que seja, seja sobre racismo, homossexualidade, machismo, sexismo..., ou qualquer outra coisa, seja sobre o que for, o autor do dito post será violentamente insultado);
  • Posts sobre política (não interessa que partido, ou a posição defendida, seja qual for, o autor do dito post será violentamente insultado);
  • Posts sobre futebol (não interessa que clube, jogador, treinador, árbitro ou até bola, seja sobre o que for, o autor do dito post será violentamente insultado);
  • Posts assinados por Nelson Santos (não interessa o assunto, até pode ser a dor do dedo mindinho que o tipo está a sentir há cerca de três dias, seja sobre o que for, o autor (Nelson Santos) do dito post será violentamente insultado);
  • Este post... (a autora será violentamente insultada... ai ai)
P.S. - Agora assim de repente não me lembro de mais nenhum... mas, caríssimos leitores, não se acanhem, se se lembrarem de algum assunto que vos dê vontade de nos insultar, têm ali abaixo a caixa de comentários prontinha para ser usada...

segunda-feira, abril 10, 2006

Bocas de um Sportinguista durante um jogo do Benfica

O jogo está quase a acabar, o Benfica está a perder. A dada altura a bola entra na baliza mas o golo é anulado devido a uma falta sobre o guarda-redes da equipa contrária e um fora de jogo. Até aqui tudo bem. Parece-me a mim, Benfiquista, que se o árbitro tivesse um "desígnio" de beneficiar o Benfica teria fechado os olhos a estas duas situações, ainda assim... A dada altura há a dúvida se a bola terá ou não entrado na baliza do adversário. Ora, aqui já não me parece bem, eu por mim tinha dado golo, afinal sou Benfiquista. Parece-me também que o árbitro, se tivesse um qualquer "desígnio" que o obrigasse a beneficiar o Benfica teria mesmo dado esta situação como golo. Mas não. Comentário do Sportinguista da casa:

- Alguma vez a bola entrou!?!?!...

Não digo nada. Opiniões. É um lance que deixa dúvidas. Pode ser interpretado para um lado ou para o outro. Não me parece que o árbitro pudesse ser acusado quer tivesse decidido de uma ou outra forma (ou então seria sempre acusado... é difícil ser árbitro).

Um jogador da equipa adversária, já no tempo de compensação, toca com a mão na bola na grande área. O árbitro assinala penalty a favor do Benfica.
Sportinguista: não acredito! (riso irónico)! agora com o jogo a acabar!

É golo.

Sportinguista: Fogo!!! Parece que há um desígnio nacional que obriga os árbitros a não deixarem estes gajos perderem!

Não se percebe... mas eu, realmente, não percebo nadinha de nada de futebol. Apenas gosto da minha equipa ;)
Shake your money maker

A seguinte fórmula,

(S+C) x (B+F)/T = V

descoberta por um tal David Holmes, professor de...psicologia, corresponde a:

a) a cura para a doença de Alzheimer?
b) uma vacina para a SIDA?
c) a fórmula para converter a água num combustível não poluente?
d) a equação que "define" um
rabiosque perfeito?

I like big butts and I can not lie, You other brothers can't deny. That when a girl walks in with an itty bitty waist, and a round thing in your face. You get sprung, wanna pull up tough, cuz you notice that butt was stuffed. Deep in the jeans she's wearing, I'm hooked and I can't stop staring

PS: O link da foto fá-lo mexer... Boa 2ª feira para todos!

sábado, abril 08, 2006

Mais do Circo...

Depois de se iniciar o protesto liderado pela ANIMAL, a que vocês aderiram (e se não aderiram deviam!), tanto a Remax como a Cofaco (do Atum Bom Petisco), anularam os seus patrocínios ao Circo das Celebridades. O que foi uma vitória de todos nós que estamos de parabéns. No entanto a Credial, não só não anulou o seu patrocínio, como não respondeu aos emails e bloqueou a sua conta de email (para não ter de nos aturar mais). Assim sendo a ANIMAL tomou novas medidas e decidiu "avisar" o grupo internacional no qual a Credial se insere do que está a acontecer em Portugal. Para tal disponibilizou algumas dezenas de emails de entidades do grupo e sugere a mensagem a ser enviada.

Se querem continuar a participar neste protesto, saibam mais como o fazer aqui.

P.S. - Basta seleccionarem todos os emails, fazerem copy e paste no "To" ou "Para" do vosso email.

sexta-feira, abril 07, 2006

Claramente, mais uma visionária...

Bla, bla, bla..."Os jornais ainda não encontraram a fórmula para combater os seus dois inimigos, a televisão e a net, incluindo esse novo mundo da blogosfera, que será em breve um velho mundo e sofrerá o seu backlash. A blogosfera é um saco de gatos que mistura o óptimo com o rasca e acabou por tornar-se um prolongamento do magistério da opinião nos jornais. Num qualquer blogger existe e vegeta um colunista ambicioso ou desempregado ou um mero espírito ocioso e rancoroso. Dantes, a pior desta gente praticava o onanismo literário e escrevia maus versos para a gaveta, agora publicam-se as ejaculações."

Clara Ferreira Alves, Diário Digital, 05-04-2006

E mais bla, bla, bla..."Não há leitores a escrutinarem aqueles blogues nem limites para a verborreia que os autores alimentam - como se não houvesse diferenças entre uma carta pessoal e intransmissível, uma conversa de café e um artigo de jornal. Vale tudo num blogue, o que o torna imediatamente irrelevante e indiferente..."

Pedro Rolo Duarte, DNa, 21-06-2003

Era uma opinião estúpida há 3 anos...e é ainda mais estúpida hoje. Depois das loas que teceu a Mário Soares durante as últimas presidenciais, agora sai do Diário Digital com mais este "brilhante" texto. Bravo Clara, bravo!

quinta-feira, abril 06, 2006

O cúmulo da %$%$%&$%

Raios do fogareiro...bolas!Chove. Centro Colombo. É preciso apanhar um táxi para ir para o trabalho. Desloco-me à praça de táxis em frente ao Centro. Entro na viatura, pronuncio a morada, arranjo a mala e o guarda-chuva, e... olho em frente. Colados com fita-cola nos encostos de cabeça dos bancos dianteiros estão dois papéis de tom esverdeado onde se lê:

«Utilização de telefones e rádio-emissores

Perigo de acidente!

A utilização de telefones e rádio-emissores cuja antena se encontre no interior do veículo, pode provocar falhas de funcionamento no sistema electrónico do veículo, pondo em perigo a segurança operacional do veículo.»

«A palavra veículo está repetida três vezes», falo com os meus botões e penso em colocar os meus telemóveis em silêncio (não vá o diabo tecê-las).

De repente, um som de toque de telemóvel. Não! Não era o meu... O profissional olha para o aparelho, verifica o contacto, atende, e fala alegre e despreocupado durante cerca de cinco minutos. Claro que sem auricular ou qualquer outro aparelho de mãos livres.

Dou por mim a pensar: «E agora? Será que o meu seguro de vida está em dia?!»
Manhãs...

Numa manhã em que a palavra futebol devia estar proibida de ser dita à minha frente, venho muito cedo para a faculdade, vou ao café, escrevo um pouco, entro no edifício dos laboratórios (o que em Informática, significa salas e salas cheias de computadores e testosterona em quantidades industriais, sendo que até a mais feia das raparigas é capaz de levantar comentários do género "Oh boa!!!", no meio de tanta e tanta falta do chamado sexo - coisa que um informático que se preze desconhece por completo) e, pouco antes de entrar numa dessas salas, vejo uma das senhoras que tem a infeliz tarefa de limpar isto, a abrir um armário.
O que estava lá colado na porta? Um poster do Destak a dizer: "Benfica Campeão Nacional 2004/2005". Sorrio e penso para mim: "Paciência, para o ano há mais."

quarta-feira, abril 05, 2006

Sex? Yes please!

As gaivotas excitam-me! Porquê? Sei lá, a mim tudo me excita!Um conjunto de investigadores da Universidade da Carolina do Norte "descobriu" que a música com conteúdo fortemente sexual, as revistas, a televisão e os filmes, induzem um forte desejo sexual nos jovens e adolescentes, e apresentou os resultados no jornal da Academia Americana de Pediatras. Foram gastos 5 anos de estudo (e demais subsídios), 1017 jovens rapazes e raparigas entrevistados para chegar a esta fantástica descoberta!
Fica um conselho da parte deste vosso amigo...e de graça. Da próxima vez que fizerem um "estudo" deste tipo, aumentem o número de perguntas e descobrirão certamente, que os adolescentes, para além dos itens já apontados, se sentem excitados por coisas como:

- palavras que rimem com outras de significado sexual (ou mesmo que não rimem);
- qualquer som;
- o contacto da pele com uma superfície de qualquer textura;
- todos os sabores, cheiros e demais sensações;

- diversos animais, incluindo a gaivota;
- a água, o ar e até mesmo o vazio;

- outras coisas.

Resumindo, os adolescentes podem sentir-se excitados sexualmente por...tudo! Tudo e mais alguma coisa. E este resultado foi alcançado sem o recurso a um único telefonema! Onde é que posso levantar o cheque?

terça-feira, abril 04, 2006

&%$#/%$!!!!!!

Mais a merda dos computadores, mais o %&#&$&%$#% que %&$$&% estas maquinetas do %&%$&%$, mais o filha da $%#$ que os inventou, ó %&$$%"!!!
Consegue ler isto? Amplie um bocadinho!E na linha abaixo, o que é que o senhor consegue ler?

Segundo a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia, mais de metade dos portugueses sofre de problemas de visão. Essa conclusão baseia-se nos resultados de um estudo, em que foram entrevistados telefonicamente 1.058 indivíduos, com idade igual ou superior a 18 anos de idade.

Ora, fosse o objectivo deste estudo alertar a opinião pública, aumentar o número de consultas, prescrições de óculos ou apenas o uso de óculos de sol mais caros de melhor qualidade...porque é que não se optou por telefonar apenas para os membros desta outra sociedade?
É que, e a avaliar pelo historial "recente", penso que os resultados obtidos seriam ainda mais do agrado da oftalmologista nacional.

PS: o difícil mesmo seria apanhar algum destes indivíduos ao telefone. É que a maior parte já nem se arrisca a atendê-los, e os restantes costumam estar sempre ocupados, nomeadamente entre as tardes de sexta-feira e as noites de segunda-feira.

segunda-feira, abril 03, 2006

Blasphemy!

Why aren't women allowed go to stonings, Mum?

Que as diferenças entre as culturas judaica e árabe são por demais evidentes penso estarmos todos cientes. Agora, como se não bastassem todas as que nos são apresentadas diariamente, nos diversos serviços noticiosos, ainda deparamos com mais esta:

- na Arábia Saudita, cinco mulheres pretendem mudar de sexo por se sentirem "abaladas psicologicamente pela relação de domínio masculino tradicional nos países árabes" ;

- um bocadinho mais acima, na comunidade judaica hoje, tal como no tempo de Brian, dezenas de mulheres fingem ser homens apenas para poderem participar nessa grande festa que é o apedrejamento comunitário do blasfemo.

E depois admira-se um tipo de eles andarem permanentemente à batatada. Pudera!